Plantão: +55 (16) 98161-0007 / 98161-0011
Contato: +55 (16) 3623-5924 Email: contato@cpgbrasil.com.br
Adenomiose
25/06/2020 18:37

Adenomiose

A adenomiose, também chamada de endometriose interna, é uma doença uterina decorrente da invasão miometrial pelo endométrio.

A mucosa uterina (endométrio) presente dentro da musculatura uterina (miométrio) apresenta ciclo menstrual e provocará um processo inflamatório miometrial crônico (menstruações dentro do músculo). Quando presente na metade externa do miométrio, forma nódulo misto não encapsulado, denominado adenomioma (tecido glandular misturado com o tecido muscular).

É uma doença comum nas mulheres entre 35 e 50 anos (20 a 30%) e, principalmente nas mulheres que tiveram gestações ou que são portadoras de miomas (40 a 50%).

A maioria das portadoras é assintomática, mas algumas apresentam quadro clínico importante, com cólicas menstruais (dismenorreia), aumento do fluxo menstrual (menorragia), dor ao coito (dispareunia) e sangramento após o coito (sinusorragia).


O exame clínico pode revelar útero aumentado e doloroso. A ultrassonografia de rotina (pacientes assintomáticas) ou quando existe suspeita clínica revela a presença das lesões sugestivas de adenomiose. A ressonância magnética também é importante para a pesquisa das lesões. O diagnóstico definitivo só é possível com o estudo histológico do tecido muscular uterino.

A imagem 1 mostra adenomiose na parede posterior adjacente ao endométrio. A imagem 2 mostra adenomiose na parede anterior e na posterior do útero. A imagem 3 revela adenomiose nas duas paredes e, na parede anterior, atinge até a superfície serosa do útero e forma nódulo (adenomioma).