Plantão: +55 (16) 98161-0007 / 98161-0011
Contato: +55 (16) 3623-5924 Email: contato@cpgbrasil.com.br
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU – Presencial

Curso reconhecido pelo MEC

Chancela PUC Goiás – Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Mais de 60 anos de tradição e inovação.

TURMA RIBEIRÃO PRETO/SP

Inscreva-se: início das aulas em 21 de janeiro de 2022


APRESENTAÇÃO:
A Medicina do Trabalho, área médica que atua sobre o binômio Saúde/Trabalho, exige uma formação geral em Medicina e amplo conhecimento em diversas outras áreas. A Medicina do Trabalho desempenha papel relevante na melhora da qualidade de vida e da performance profissional do trabalhador nos aspectos físicos, instrumentais, técnicos, sociais e organizacionais.

Profissionais com amplo campo de atuação no mercado de trabalho podem desenvolver suas atividades em sociedades empresariais, em instituições de ensino, de pesquisa, na rede pública e privada de serviços de saúde, em organizações sindicais de empregadores e trabalhadores, em órgãos do Estado no âmbito do Trabalho, da Saúde e da Previdência Social, em instituições públicas e privadas de seguro, dentre outras.

Ciente deste universo e cumprindo a missão de capacitar recursos humanos em saúde, o Centro de Pesquisa e Pós-Graduação (CPPG) firmou parceria com a Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás) e preparou o presente projeto de curso de pós-graduação lato sensu, Especialização em Medicina do Trabalho composto por disciplinas teóricas e práticas, com aulas de preleção, atividades de visitas técnicas e em campos de estágio, ministrados por uma equipe multidisciplinar de professores com larga experiência profissional em Saúde e Segurança Ocupacional.


CORPO DOCENTE:
Profissionais qualificados, Doutores, Mestres e Especialistas com atuação em suas áreas de conhecimento, em atendimento à Resolução CNE/CES n°1, de 06/04/2018.


CARGA HORÁRIA:
Carga Horária por encontro: 15 horas.
Carga Horária Total: 1960 horas


DISCIPLINAS:
1. Relações entre Trabalho e Saúde
2. Fisiologia do Trabalho
3. Higiene do Trabalho
4. Epidemiologia Ocupacional
5. Toxicologia Ocupacional
6. Doenças Profissionais
7. Psicologia do Trabalho
8. Ergonomia
9. Legislações Trabalhistas e Previdenciária
10. Pesquisa e Produção do Conhecimento Científico
11. Segurança do Trabalho
12. Saúde Ambiental
13. Segurança e Perícias em Medicina do Trabalho
14. Prática Supervisionada
15. Visitas Técnicas
16. Estágio Supervisionado


OBJETIVOS:
Formar profissional médico especializado em Medicina do Trabalho, por meio do Curso de Especialização, em nível de Pós-Graduação, atendendo pré-requisito da Norma Regulamentadora nº 4 da Portaria 3.214/1978, que regulamenta a Lei nº 6.514/1977.

Curso reconhecido pelo Ministério da Educação, ministrado por Universidade ou Faculdade que mantenham curso de graduação em Medicina.


PÚBLICO ALVO:
Graduados em Medicina e regularmente inscritos nos respectivos Conselhos Regionais de Medicina.

PROVA DE TÍTULO:
Acesse no site www.anamt.org.br para o edital publicado pela Associação Nacional de Medicina do Trabalho, que prevê os requisitos necessários para a obtenção do Título de Especialista em Medicina do Trabalho.

Ou acesse através do link:

EDITAL-DA-XLVIII-PROVA-DE-TÍTULO-DE-ESPECIALISTA-EM-MEDICINA-DO-TRABALHO_2021_VF2

Veja também (texto extraído da página da ANAMT: https://www.anamt.org.br/portal/titulo-de-especialista-em-medicina-do-trabalho/prova-de-titulo-de-especialista-duvidas-frequentes/

Dúvidas sobre a Prova de Título de Especialista:
O que um curso precisa ter para ser acreditado pela ANAMT?
A ANAMT não faz mais acreditação de cursos de pós-graduação em Medicina do Trabalho.

Cursos à distância são reconhecidos pela Associação?
Não reconhecemos cursos à distância (importantes para aperfeiçoamento) para formação de especialista em Medicina do Trabalho.

Sou credenciado em curso de pós-graduação, possuo registro no Ministério do Trabalho e Emprego e exerço ativamente a Medicina do Trabalho. Preciso fazer a Prova de Especialista para poder continuar trabalhando na especialidade?
Você poderá prosseguir com suas atividades laborais, porém sem se referir como especialista. De acordo com a Portaria 590/2014, você deve ter o registro de especialista no Conselho Regional de Medicina do Estado em que atua (a Portaria 2018/2014 concedeu o prazo de quatro anos a partir de dezembro de 2014 para todos médicos adequarem-se a esta exigência). É importante ressaltar que, à parte destas portarias do Ministério do Trabalho, de acordo com as resoluções do Conselho Federal de Medicina, somente podemos divulgar Especialidade Médica se a mesma estiver registrada no Conselho Regional (Registro de Qualificação de Especialista, o RQE).

Caso já tenha pós-graduação em Medicina do Trabalho, como devo proceder para adquirir o Título de Especialista?
Para obtenção do Título de Especialista em Medicina do Trabalho é necessário prestar a Prova de Título. Assim, conforme o manual de convocação, você deve enviar o Curriculum Vitae Padrão Específico (Título de Especialista/Área de Candidato), bem como realizar a prova de Conhecimentos. Em relação a pós-graduação, você deve verificar no item do edital “Formação Regular do Curriculum Vitae Padrão Específico” em qual classificação você se enquadra.

Já possuo Título de Especialista reconhecido pelo Conselho Regional de Medicinal (CRM). Devo fazer a Prova de Título pela ANAMT ou somente uma revalidação? Os títulos se sobrepõem?
Se você tem o número de Registro de Qualificação de Especialista (RQE), que não é o Título de Especialista, não é necessário fazer a prova, pois você já é especialista. No entanto, ter o Título de Especialista em Medicina do Trabalho pela ANAMT é um diferencial para sua vida profissional e uma qualificação reconhecida pelo mercado.

O período de estágio durante a graduação em Medicina pode ser contabilizado para atingir os pré-requisitos exigidos?
Para a pontuação do estágio é necessário que ele tenha ocorrido após a obtenção do diploma de médico e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Quais eventos podem ser contabilizados para o exame?
Os eventos científicos devem ser da área de Medicina do Trabalho. Caso seu evento não esteja especificado no edital, a Comissão da Prova de Título fará uma análise da situação.

Há um modelo de apresentação do comprovante de exercício de atividade especifica de Medicina do Trabalho exigido para realizar a Prova?
O exercício da atividade específica de Medicina do Trabalho através de Declaração de Empregador em papel timbrado e firma reconhecida, onde descrevam detalhadamente os horários, atividades, funções e atribuições.

Como devo proceder para comprovar que sou sócio de uma empresa em Medicina do Trabalho?
Encaminhe o contrato social onde conste seu nome como sócio. A declaração de Coordenador deverá ser de cada entidade, em papel timbrado, especificando a quantidade de empregados e grau de risco, com identificação do declarante para que possa ser adequadamente analisado pela Comissão.

Onde serão divulgados o gabarito e o resultado do exame?
Os documentos estarão disponíveis no site da ANAMT, bem como divulgados nos portais de comunicação da Associação.

Como consigo verificar a avaliação de meu currículo?
A pontuação do currículo de cada candidato está disponível na área exclusiva no site da ANAMT.

Obtive o título de especialista em Medicina do Trabalho recentemente e gostaria de saber quais são as exigências em termos de pontuação para mantê-lo.

Não existem exigências em termos de pontuação para manter esse título. O constante estudo e presença em eventos científicos é uma necessidade de atualização.

 


PROVA DE TÍTULO:
Acesse no site www.anamt.org.br para o edital publicado pela Associação Nacional de Medicina do Trabalho, que prevê os requisitos necessários para a obtenção do Título de Especialista em Medicina do Trabalho.

Ou acesse através do link:

EDITAL-DA-XLVIII-PROVA-DE-TÍTULO-DE-ESPECIALISTA-EM-MEDICINA-DO-TRABALHO_2021_VF2

Veja também (texto extraído da página da ANAMT: https://www.anamt.org.br/portal/titulo-de-especialista-em-medicina-do-trabalho/prova-de-titulo-de-especialista-duvidas-frequentes/

Dúvidas sobre a Prova de Título de Especialista:
O que um curso precisa ter para ser acreditado pela ANAMT?
A ANAMT não faz mais acreditação de cursos de pós-graduação em Medicina do Trabalho.

Cursos à distância são reconhecidos pela Associação?
Não reconhecemos cursos à distância (importantes para aperfeiçoamento) para formação de especialista em Medicina do Trabalho.

Sou credenciado em curso de pós-graduação, possuo registro no Ministério do Trabalho e Emprego e exerço ativamente a Medicina do Trabalho. Preciso fazer a Prova de Especialista para poder continuar trabalhando na especialidade?
Você poderá prosseguir com suas atividades laborais, porém sem se referir como especialista. De acordo com a Portaria 590/2014, você deve ter o registro de especialista no Conselho Regional de Medicina do Estado em que atua (a Portaria 2018/2014 concedeu o prazo de quatro anos a partir de dezembro de 2014 para todos médicos adequarem-se a esta exigência). É importante ressaltar que, à parte destas portarias do Ministério do Trabalho, de acordo com as resoluções do Conselho Federal de Medicina, somente podemos divulgar Especialidade Médica se a mesma estiver registrada no Conselho Regional (Registro de Qualificação de Especialista, o RQE).

Caso já tenha pós-graduação em Medicina do Trabalho, como devo proceder para adquirir o Título de Especialista?
Para obtenção do Título de Especialista em Medicina do Trabalho é necessário prestar a Prova de Título. Assim, conforme o manual de convocação, você deve enviar o Curriculum Vitae Padrão Específico (Título de Especialista/Área de Candidato), bem como realizar a prova de Conhecimentos. Em relação a pós-graduação, você deve verificar no item do edital “Formação Regular do Curriculum Vitae Padrão Específico” em qual classificação você se enquadra.

Já possuo Título de Especialista reconhecido pelo Conselho Regional de Medicinal (CRM). Devo fazer a Prova de Título pela ANAMT ou somente uma revalidação? Os títulos se sobrepõem?
Se você tem o número de Registro de Qualificação de Especialista (RQE), que não é o Título de Especialista, não é necessário fazer a prova, pois você já é especialista. No entanto, ter o Título de Especialista em Medicina do Trabalho pela ANAMT é um diferencial para sua vida profissional e uma qualificação reconhecida pelo mercado.

O período de estágio durante a graduação em Medicina pode ser contabilizado para atingir os pré-requisitos exigidos?
Para a pontuação do estágio é necessário que ele tenha ocorrido após a obtenção do diploma de médico e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Quais eventos podem ser contabilizados para o exame?
Os eventos científicos devem ser da área de Medicina do Trabalho. Caso seu evento não esteja especificado no edital, a Comissão da Prova de Título fará uma análise da situação.

Há um modelo de apresentação do comprovante de exercício de atividade especifica de Medicina do Trabalho exigido para realizar a Prova?
O exercício da atividade específica de Medicina do Trabalho através de Declaração de Empregador em papel timbrado e firma reconhecida, onde descrevam detalhadamente os horários, atividades, funções e atribuições.

Como devo proceder para comprovar que sou sócio de uma empresa em Medicina do Trabalho?
Encaminhe o contrato social onde conste seu nome como sócio. A declaração de Coordenador deverá ser de cada entidade, em papel timbrado, especificando a quantidade de empregados e grau de risco, com identificação do declarante para que possa ser adequadamente analisado pela Comissão.

Onde serão divulgados o gabarito e o resultado do exame?
Os documentos estarão disponíveis no site da ANAMT, bem como divulgados nos portais de comunicação da Associação.

Como consigo verificar a avaliação de meu currículo?
A pontuação do currículo de cada candidato está disponível na área exclusiva no site da ANAMT.

Obtive o título de especialista em Medicina do Trabalho recentemente e gostaria de saber quais são as exigências em termos de pontuação para mantê-lo.
Não existem exigências em termos de pontuação para manter esse título. O constante estudo e presença em eventos científicos é uma necessidade de atualização.


DATAS E LOCAIS:
Início previsto para o curso: 21 de janeiro de 2022

Duração do curso: 24 meses

Local: Hotel Vilage Inn – Ribeirão Preto/SP

Vagas limitadas!!!

Dias da semana: As aulas acontecerão uma vez por mês, às sextas-feiras e sábados.

Horário:

Sextas-feiras: 19 horas às 23 horas
Sábados: das 08 horas às 12 horas e das 13 horas às 20 horas.

Datas previstas das aulas teóricas:

Ano de 2022: dias 21 e 22/01; 18 e 19/02; 18 e 19/03; 08 e 09/04; 20 e 21/05; 10 e 11/06; 15 e 16/07; 19 e 20/08; 16 e 17/09; 21 e 22/10; 18 e 19/11; 09 e 10/12
Ano de 2023: dias 20 e 21/01; 10 e 11/02; 17 e 18/03; 14 e 15/04; 19 e 20/05;16 e 17/06; 21 e 22/7; 18 e 19/08; 22 e 23/09; 20 e 21/10; 17 e 18/11 e 08 e 09/12/2023.


INVESTIMENTO:
Mensalidades R$ 890,00 (oitocentos e noventa reais)
Matrículas com desconto até 10 de dezembro de 2021 R$ 390,00 (trezentos e noventa reais)